Teus Olhos

Lá vem ela, toda despretensiosa, tímida e com vergonha por não te conhecer direito (com razão, vocês se viram poucas vezes). Mas lá está ela na sua frente, com o cabelo bagunçado, meio deslocada e com frio.

Mas claro que você não reparou isso logo de inicio, você observou seus grandes lindos olhos crescendo em sua direção com aquele olhar inocentemente marcante. Você observou o sorriso dela e a forma como ele completava seu rosto de mulher. Você observou o seu jeito de andar, a forma como as palavras saiam de seus lábios. Você, meu caro amigo, sentiu o perfume de sua pele antes mesmo de entender o que era aquele cheiro. Você se encantou por ela sem saber o que viria depois.

Aos poucos o frio deu lugar para uma linda manhã, a vergonha deu lugar para conversas idiotas, o sorriso tímido deu lugar para o sorriso bobo, a cabelo bagunçado da manhã, deu lugar para o cabelo bagunçado pelo vento da estrada, os olhos grandes avergonhados, deram lugar para os olhos grandes confortáveis com a conversa.

Sem perceber aquela menina de poucas horas atrás foi se transformando em uma mulher que marcou você por seu olhar, pelo seu jeito e pelo seu cheiro. Sem perceber você registrou na sua memória aquela cena dela olhando para o nada e ao mesmo tempo para tudo. Você viu o espírito livre dela, e mesmo ela não sabendo usar o GPS, você não se importou, porque com ela o caminho era mais importante que o destino.

Raphael Giovanni

Graduado em eventos e pós-graduado em marketing e comunicação, Raphael Giovanni dedica suas horas livres para fotografar e escrever. Com espirito livre, ama a liberdade e a oportunidade de viver novas aventuras e sentir na pele a emoção que só a adrenalina pode oferecer.

Deixe uma resposta